terça-feira, 1 de novembro de 2011

GLOSSÁRIO DE MODA

ACETATO
Nome genérico de vários tecidos produzidos com fios de acetato.
ADAMASCADO
Tecido Jacquard com desenhos formados pela utilização de fios opacos e brilhantes, muito usado para estofamento. Originário da cidade de Damasco. Conhecido também como Damasco ou Damascado.
ALBENE
Tecido para roupas externas produzido com fio de acetato opaco.
ALGODÃO
Nome atribuído a diversos tipos de tecido produzidos com essa fibra, como chita, tricoline, popeline, etc.
ALGODÃOZINHO
Veja Algodão
ALPACA
Tecido barato de algodão ou viscose empregado em forros de roupas. Originário de tecido antigo, fino e brilhante, que era produzido com fios dos pelos da Alpaca.
ANARRUGA
Tecido com efeito enrugado ou plissado no urdume ou na trama, conseguido através da utilização de fios com encolhimentos diferentes. Conhecido nos EUA como Seersucker.
ANGORÁ
Nome genérico de tecidos produzidos com fios de pelo da cabra Angorá. Também conhecido como Mohair.
ANIAGEM
Tecido grosseiro de juta, sisal ou cânhamo usado para sacaria.
ARRASTÃO
Tecido com ligamento aberto formando furos, apresentando baixa gramatura e boa ventilação.
ASTRACÃ
Tecidos que imitam a pele desse animal.
ATADURA
Veja gaze
ATOALHADO
Tecido obtido por fios em forma de laços que emergem da estrutura básica, dando um efeito felpudo em uma ou ambas as faces. Usado em toalhas de banho , roupões, etc. Originário da França; conhecido como Terry nos E.U.A e também com Felpa ou Felpudo no Brasil.
BAETA
Tecido felpudo feito de lã.
BAILARINA
Tecido de malha de poliamida texturizada, de gramatura média.
BANDAGEM
Veja Gaze.
BATIK
Tecido estampado que imita o processo artezanal com mesmo nome.
BATISTA
Tipo de cambraia de linho ou algodão, fino e transparente, com ligamento tela. Nome originado do tecelão francês Jean Baptiste.
BAYADERE
Tecido com listras largas de brilho, cor ou aspecto diferente, no sentido da trama.
BOTONÊ
Tecido fantasia com efeito de coco ralado, produzido com fios fantasia do mesmo nome e que têm pequenas bolotas de fibras enroladas.
BOUCLÊ
Tecido com efeito fantasia de laçadas, resultando numa textura crespa, produzido com fio fantasia do mesmo nome.
BRIM
Tecido grosso em sarja, geralmente de algodão, usado para confecção de calças, blusões, jaquetas, macacões, etc. Veja também Denim e Jeans.
BROCADO
Tecido de seda ou filamentos sintéticos entremeados com fios metálicos com desenhos em alto relevo, nome originado no italiano Broccato. 
CALANDRADO
Veja Gaufrê.
CAMBRAIA
Tecido de algodão ou linho leve, com ligamento tela, para camisas e blusas finas, semelhante ao Batista. Nome originado da cidade de Cambraia, França. A cambraia de lã é um tecido mais pesado em ligamento sarja com fios de cores contrastantes no urdume e na trama, usado para ternos.
CAMURÇA
Tecido aveludado de lã feltrada, imitando a camurça natural.
CANELADO
Tecido que apresenta listras verticais ou horizontais em relevo formadas pelo ligamento reps.
CANVAS
Tecido denso de algodão em ligamento tela, usado para calças tipo jeans.
CARPETE
Tecido como tapete, porem produzido em peças para forração sob medida.
CASHMERE
Tecido com estampas de medalhões, originário da Índia.
CASIMIRA
Tecido de lã ou lã/poliester, usado para a confecção de ternos, saias, tailleurs, etc.
CETIM
Tecido de aspecto brilhante e liso, com toque macio, obtido com o ligamento de mesmo nome. O efeito é conseguido a partir do desligamento dos fios de trama no direito do tecido.
CHALLIS
Tecido produzido com viscose fiada, originário da Índia; significa em Indú de toque agradável.
CHAMALOTE
Tecido com efeito de ondas obtidas por meio de calandragem. O mesmo que Moiré.
CHAMBRAY
Tecido similar ao índigo (jeans) , porém com ligamento tela, de gramatura média.
CHAMOIX
Veja Camurça.
CHAPE
Tecido produzido com fios de resíduos de Seda.
CHARMEUSE
Tecido cetim crepe, com uma trama suplementar no avesso.
CHENILLE
Tecido felpudo de Algodão, usado para colchas e roupões.
CHEVIOT
Tecido de lã originário de carneiros da raça de mesmo nome, da Escócia. Estende-se esse nome a outros tecidos de lã com aspecto e toque semelhantes.
CHEVRON
Tecido de ligamento espinha de peixe, de origem francesa, que imita o desenho do chevron (divisas militares), muito usado em confecções masculinas.
CHIFFON
Tecido muito fino e transparente de seda ou de filamentos químicos bem torcidos para confecções femininas. Nome originário do francês, que significa trapo.
CHINTZ
Tecido de algodão brilhante por calandragem, muito usado em tapeçaria e estofamento.
CHITA
Tecido leve de algodão cardado, geralmente estampado em varias cores.
CHITÂO
Tecido chita mais grosseiro.
CIRÊ
Tecido com superfície brilhante, resultado de acabamento por calandragem. Conhecido também como Laquê ou Glacê.
CLIDELIA
Tecido de viscose fiada leve, com ligamento sarja, semelhante a Flanela.
CLOQUÊ
Tecido encrespado de seda originário da França.
COINIZADO
Tecido resultante da colagem de 2 tipos diferentes de tecidos.
CORDUROY
Veja cotelê (veludo).
COTELÊ
Tecido forte originário da Inglaterra, com estrias (costelas)verticais. Refere-se também a tecido de veludo com o mesmo efeito (corduroy).
CREPE CETIM
Crepe da China com ligamento cetim.
CREPE DA CHINA
Tecido crepe muito fino e leve de seda, tinto ou estampado, originário da China.
CREPE DE LÃ
Tecido de fio de lã penteada muito torcido.
CREPE GEORGETTE
Tecido crepe muito leve e transparente de seda ou fios químicos, originário da França.
CREPE MARROCAIN
Tecido crepe originário de Marrocos, similar ao Crepe da China, todavia mais pesado e mais granulado.
CREPE MOUSSE
Tecido crepe originário da França, com ligamento granitê para acentuar a textura granulada.
CREPE ROMAIN
Tecido crepe originário da Itália, similar ao Crepe Georgette, porém em ligamento Panamá.
CREPE SUSETTE
Crepe Georgette, porém com fios de um só sentido de torção.
CREPE
Tecido com aspecto granulado e toque áspero obtido com fios químicos ou naturais com alta torção. Nome derivado da palavra francesa crêpe que significa crespo. Produzido geralmente com fios dispostos alternadamente 2S e 2Z na trama e no urdume.
CREPOM
Tecido crepe de algodão com aspecto plissado ou ondulado no sentido do urdume.
CRETONE
Tecido fechado de algodão com ligamento tela, usado para lençóis e fronhas. Do Francês Cretone.
CRISTAL
Tecido com efeito, de brilho que lembra o cristal
CRU
Nome genérico dado a tecidos, geralmente de algodão, com aspecto rústico, que não foram submetidos a processos de beneficiamento, além da purga.
DAMASCADO
Veja adamascado.
DAMASCO
Veja adamascado.
DENIM
Tecido pesado de algodão cru ou com fios de urdume tintos em índigo e fios de trama brancos em ligamento sarja 2X1 ou 3X1 muito usado para calças Jeans. Denim deriva da cidade francesa Nimes; em inglês significa Brim.
DEVORÊ
Tecido que apresenta desenhos com efeitos de transparência, produzido a partir de um tecido com fio celulósico binado com um fio de filamentos sintéticos, estampado com produto corrosivo que destroi a fibra celulósica.
DIAGONAL
Tecido em ligamento sarja com riscas diagonais bem nítidas.
DOUBLE-FACE
Tecido com faces reversíveis, podendo ser usado tanto pelo direito como pelo avesso. Pode-se chamar também pelo nome em português Dupla-face.
DUPLA-FACE
Veja Double-face.
EMBORRACHADO
Tecido com aplicação de resina, apresentando um aspecto de cobertura de borracha.
ENTRETELA
Tecido de algodão endurecido com goma, usado para forros, cós, etc.
EPONGE
Veja esponja.
ESCOCÊS
Tecido originário da Escócia, , em Sarja ou Tela xadrez de cores variadas. Também conhecido como Tartan, servia para identificar as varias clãs.
ESPINHA DE PEIXE
Tecido com ligamento sarja quebrada, resultando num efeito zig-zag semelhante às espinhas de peixe.
ESPONJA
Tecido de algodão ou ravon com aparência grosseira e peluda.
ESTAMPADO
Nome genérico dado a tecidos que foram submetidos a estampagem a quadros, cilindro ou termo- transferência.
ETAMINE
Tecido leve de lã, também conhecido como lãzinha.
FAILLE
Tecido fino e macio, de seda ou filamentos químicos, com nervuras no sentido da trama.
FAILLETE
Variação mais fina do tecido Faille.
FALSO GIRO
Tecido que imita o Giro Inglês, apresentando pequenos espaços entre o ligamento dos fios de urdume com os de trama.
FELPA
Veja Atoalhado. Do italiano Felpa.
FELPU
Veja atoalhado.
FELTRO
Tecido de fibra de lã produzido por feltragem e empastamento,usado para agasalhos, bolsas, chapéus, etc.
FIL-A-FIL
Tecido com listras verticais muito finas causadas pelo uso de um fio de cor e um fio branco intercaladamente tanto no urdume como na trama.
FLAMÊ
Tecido produzido com o fio fantasia de mesmo nome, que apresenta pontos mais grossos e pontos mais finos.
FLANELA
Tecido de algodão ou lã, geralmente xadrez de ligamento sarja, acabamento escovado.
FLOCADO
Tecido de algodão fino como Cambraia, estampado com flocos de fibras curtas de rayon que são aderidos com cola.
FUSTÂO
Tecido pesado de algodão com ligamento reps, formando estrias no sentido do urdume. Originário do Egito, conhecido como Fustan.
GABARDINE
Tecido de algodão ou lã puros ou com poliester, com ligamento sarja 2X1 ou 2X2, que produz um efeito diagonal acentuado. Originário da Espanha, significa "proteção climática".
GAUFRÊ
Tecido calandrado a quente com cilindros cravados para obter efeitos de relevos.
GAZE INGLESA
Tecido aberto, produzido com ligamento Panamá, imitando a estrutura de um cesto.
GAZE
Tecido bem leve e aberto de algodão cardado, com armação tela, usado atualmente em bandagens, ataduras e outros fins hospitalares. Também conhecido como Bandagem.
GINGHAN
Tecido listrado ou xadrez em algodão, lã ou fibras químicas. Originário da Malasia significa "tecido de algodão das Indias Orientais".
GIRO INGLÊS
Imitação da Gaze inglesa. Tecido leve e transparente que não esgarça, com estrutura aberta amarrada por fios de urdume que se cruzam como malhas. Conhecido também como Leno, é originário de Laon, França.
GLACÊ
Veja Cirê. Tecido de seda que tem, no manuseio, um barulho semelhante a papel amassado.
GOBELIN
Tecido com desenho Jacquard onde os fios de urdume deixam aparecer a trama mais clara ou mais escura provocando um efeito glacê. É um estilo de tecido muito usado em decoração, rico em detalhes e cores. Originário da França, era produzido pelos artesãos reais chamados Gobelins.
GORGURÃO
Tecido encorpado, de algodão, viscose, seda e outros fios mistos, que apresentam um efeito canelado geralmente no sentido da trama, muito usado para calças e estofamento.
GRANITÊ
Tecido com aspecto de crepe ou granito, produzido com os mais variados tipos de fibras, obtido por ligamento especifico, pela utilização de fios com elevada torção, ou por ambos. Também conhecido como Musse.
GUIPIRE
Tecido imitando renda fina feita à mão.
GRISETTE
Tecido rústico de lã, fechado e pesado
HELANCA
Tecido elástico para calças e bermudas, produzido com fio de poliamida texturizado por falsa torção geralmente colocado na trama. Nome derivado de marca registrada do fio texturizado.
HONEYCOMB
Veja Vinho de Abelha.
IKATE
Tecido em que os fios de urdume são estampados antes de tecerem, produzindo um desenho quando se entrelaçam com a trama no tear.
ÍNDIGO
Veja Jeans.
JACQUARD
Tecido cujo nome deriva de Joseph Marie Jacquard, o francês que inventou o aparelho que possibilita ligamentos praticamente independentes para cada fio de urdume, resultando em desenhos grandes, detalhados e com grande combinação de cores.
JAVANESA
Tecido em ligamento tela, com fio de filamento de Viscose no urdume e fio de Viscose fiado na trama, muito usado em moda feminina.
JEANS
Antigo nome inglês do fustão em Sarja, também conhecido como Brim ou Denim.
JERSEY
Tecido de malha leve e de ligamento simples, muito usado para lingerie.
JUTA
Nome genérico de vários tecidos produzidos com fios de juta.
LAISE
Tecido leve de algodão, com aplicação de bordados. Originário da França.
LAMÊ
Tecido brilhante originário da França, fabricado com fio de seda ou de filamentos químicos, usado para moda feminina e Carnaval.
LAQUÊ
Veja Cirê.
LAWN
Tecido fino e suave de algodão penteado, assemelha-se a uma Cambraia. Originário da cidade francesa de Lyon.
LAZINHA
Veja etamine.
LENO
Veja Giro-Inglês.
LINGERIE
Tecido de seda ou de filamentos químicos, usado em roupas intimas femininas e também em blusas e vestidos.
LINHO
Tecido de peso médio produzido com essa fibra ou com Rami, puros ou mistos, em ligamento tela ou cetim, para uso em ternos.
LISTRADO
Nome genérico dado a tecidos com listras estampadas ou de fios tintos, no sentido do urdume ou no sentido da trama
LONA
Tecido de algodão muito pesado e fechado, com ou sem acabamento impermeabilizante, usado para encerados, barracas, etc.
LONITA
Tecido consistente de algodão liso ou xadrez, usado para jaquetas, capas, etc.
LYCRA
Nome genérico de vários tecidos elásticos produzidos com fios contendo elastano.
MADRAS
Tecido originário de Madras, na Índia, tem efeito xadrez com listras de varias larguras em cores vivas.
MAQUINETADO
Nome genérico de diversos tecidos com ligamentos trabalhados de grande rapport, produzidos em teares com Maquineta.
MARQUISETTE
Tecido de cortina leve e transparente.
MATELASSÊ
Tecido com efeito em alto relevo, dando uma aparência de acolchoado. Normalmente emprega-se uma trama especial de enchimento, que dá o toque fofo característico.
MELTON
Tecido bastante fechado e felpudo originário da cidade de Melton, Inglaterra, produzido com fio de lã cardada, usado em roupas de inverno.
MICROFIBRA
Nome genérico dado a tecidos de poliamida ou poliester, obtido a partir de fios com filamentos individuais iguais ou menores do que 1 Denier.
MOHAIR
Veja Angorá.
MOIRÉ
Veja Chamalote.
MORIM
Tecido de algodão cardado, de construção leve, muito usado para forro.
MUSSE
Veja Granitê.
MUSSELINE
Tecido originário de Mawsil, Turquia, muito leve e transparente, produzido com fio de seda ou de filamentos químicos, com alta torção.
NINHO DE ABELHA
Tecido com aparência de colméia em relevo. Também conhecido com favo de mel. Originário da França (Nid d'abeilles), é conhecido em inglês como Waffle ou Honeycomb.
NYLON
Nome genérico de vários tecidos produzidos com fios de poliamida.
OTOMANO
Tecido originário da Turquia, caracteriza-se por nervuras acentuadas no sentido da trama, devido ao ligamento reps.
OXFORD
Tecido originário de Oxford, Inglaterra, de algodão, com ligamento tela, e com densidade idêntica de urdume e trama.
OXFORDINE
Variação do tecido Oxford, leve, de algodão e produzido com fio branco no urdume e tinto na trama, usado em camisaria.
PATCHWORK
Tecido resultante da emenda de pequenos retalhos de vários tipos, com cores e estampas contrastantes, de aspecto similar à "colcha de retalhos".
PANAMÁ
Tecido brilhante, de lã puro ou misto, com ligamento Panamá, originário do país de mesmo nome. Muito usado para roupas externas masculinas.
PELE DE PÊSSEGO
Tecido produzido geralmente com poliamida, cuja face sofreu uma escovagem, imitando a maciez da casca do pêssego.
PELÚCIA
Tecido de veludo felpudo, com pelugem de fibras químicas muito compridas, imitando o pelo de animais.
PERCAL
Tecido leve de algodão puro ou misto, geralmente estampado, com ligamento tela, muito usado para lençóis. Originário da Pérsia (pargalati).
PERCALINE
Tecido percal engomado.
PIEDE-deCOQ
Tecido semelhante ao Pied-de-poule, porém com efeitos geométricos maior.
PIED-DE-POULE
Tecido em quadriculado geométrico, imitando os dedos dos pés de galinhas.
PIQUÊ
Originário da França, significa picado. Apresenta saliências n a forma de pequenos losangos uniformemente distribuídos pela superfície do tecido.
PLISSADO
Tecido sintético ou misto, que foi submetido a formação de vincos pelo calor, resultando em efeito característico. Conhecido também como Plissê, nome francês.
PLISSÊ
Veja Plissado.
POÍS
Tecido estampado com bolinhas.
POLIESTER
Nome genérico de vários tecidos produzidos com fios de Poliester.
PONGEE
Tecido de seda crua com aspecto irregular, originário da China, que significa 'tear doméstico".
POPELINE
Antigamente chamado Papeline, ou tecido do Papa e fabricado em Avignon na França. É uma tela de algodão puro ou misto, de peso médio, muito usada na confecção de calças e bermudas.
PRÍNCIPE DE GALES
Tecido para vestimenta, em lã ou outras fibras, com ligamento sarja e motivos xadrezes elegantes.
QUADRICULADO
Veja xadrezRAMI
Nome atribuído a diversos tecidos produzidos com essa fibra. Comumente chamado impropriamente de linho.
REPS
Veja Canelado.
RISCA DE GIZ
Tecido com listras finas, geralmente de cores claras sobre fundo escuro.
RÚSTICO
Tecidos de aspecto rústico produzidos com o emprego de ligamentos e fibras apropriadas, muito usados em decoração.
SARJA
Tecido de lã, algodão ou mistos, com ligamento sarja, apresentando estrias no sentido diagonal.
SEDA
Nome atribuído a diversos tipos de tecidos produzidos com essa fibra como tafetá, cetim, crepe, etc.
SEERSUCKER
Veja Anarruga.
SERGE
Tecido pesado de seda ou lã, com ligamento sarja, originário da Itália, tem o nome derivado da palavra Serica.
SHANTUNG
Tecido originário de Chan-tung, China, produzindo com fio de seda ou filamentos químicos no urdume e trama mais grossa de fio com efeito Flamê, muito usado para roupas e para estofamento.
SHETLAND
Tecido produzido com a lã do carneiro de igual nome, da Escócia, empregado em roupas esportivas.
SURAH
Tecido sarja de seda originário de Suran, Índia.
TAFETÁ
Tecido muito antigo, tem esse nome originado na palavra persa Taftan, com ligamento tafetá ou tela, geralmente feito com fios de seda ou filamentos químicos.
TALAGARÇA
Tecido de algodão com ligamento aberto, apresentando um aspecto furado, com acabamento engomado, próprio para aplicação de bordados.
TAPETE
Tecido grosso, em lã pura ou mista, geralmente Jacquard, para decoração ou forração.
TARTAN
Veja Escocês. Originário da Espanha significa "tecido da Tartaria".
TERGAL
Nome genérico de tecido produzidos com fios puros ou mistos de poliester de marca Tergal.
TRICOLINE
Tecido de algodão penteado puro ou misto, liso, estampado ou xadrez de peso ligeiramente maior do que a Cambraia, muito usado em camisaria.
TRICOTINE
Nome derivado da palavra tricot, é um tecido tipo gabardine de lã, usado para ternos.
TROPICAL
Tecido fino de lã pura ou mista, com ligamento tela, usado para ternos.
TUBIC
Tecido duplo que tem como característica a existência de um colchão de ar entre as duas camadas, resultando num isolamento da temperatura.
TUSSOR
Tecido leve, de seda.
TWEED
Tecido originariamente produzido na região de Tweed, Escócia, produzido com fios cardados de lã com duas ou mais cores, em ligamento tela ou sarja 2X2, muito usado para paletós e sobretudos.
TWILL
Tecido fino de lã com ligamento sarja.
VELUDO
Tecido de algodão, viscose ou acetato, com pelos cortados, formando um superfície suave e macia que pode ser lisa ou formando canaletas (cotelê ou corduroy). Nome originário da palavra italiana Veludo.
VOAL
Veja Voile.
VOILE
Conhecido também com o nome aportuguesado Voal, uma corruptela Francesa da palavra italiana Vela. Muito parecido com a Musseline, é produzido com fios muito finos altamente torcidos e com baixa densidade, resultando numa aparência fluida, leve e transparente. Muito usado para cortinas.
Waffle: Veja Ninho de Abelha.  
 XADREZ
Nome genérico dado a tecidos das mais variadas matérias primas que apresentam motivos xadrezes por estampagem ou por utilização de fios tintos.  
 ZUARTE
Tecido Brim rústico de algodão mesclado.

3 comentários:

Paula Sosim disse...

Nossa,nossa assim vc me mata,delicia,delicia,hehehhehe
Ameiiiiiiiiiiiiii,lindo completo,super despojado e bastante arojado no minimo criativo...Arraso maneti,hehhehe
Parabéns,continue mandando novis...ah quero dicas pra pessoas do quadril largo...não é pra mim é pra uma amiga,hehehhehe,ai como eu to bandida,hehhehehhe
bjoooooooooOOOOOOOO

claubyestilo disse...

heheh... pode deixar que eu vou postar pra tua amiga... aguarde os próximos episódios.. bjs.. bt obrg.

docarmo disse...

legal,ameii teu blog amiga.